sábado, 30 de agosto de 2014

REP. TCHECA, ESLOVÁQUIA, ESLOVÊNIA, CROÁCIA, O NINHO DA ÁGUIA E ATENAS - LÁ VAMOS NÓS

Seguidores e Seguidoras, 


Chegou a hora de mais uma aventura de carro pela Europa. Depois de termos explorado em detalhes todos os países desenvolvidos da Europa Ocidental, agora é a vez do Leste Europeu.  Já tínhamos, anteriormente, visitado Praga e Budapeste. Tínhamos, porém, percebido que ainda não estavam preparados para uma viagem de carro, sem hotel marcado e sem um roteiro rígido, como gostamos de conhecer os países. Ademais, não é qualquer locadora de veículo que ainda hoje, garanta seguro para viagens por esses países. A escolha dos países para esta viagem teve que ser mudado várias vezes por causa desses problemas. Nem mesmo o leasing de carro era possível. Achamos que esses países escolhidos já oferecem um mínimo de segurança e garantias para a nossa viagem, mesmo porque, começa a faltar opções inéditas para esse nosso modo de viajar.

Sairemos na terça, dia 02 de Setembro, já que, no dia 1º, o blogueiro toma posse em mais um mandato no Conselho Superior do Ministério Público de Santa Catarina. Pela executiva da Lufthansa, viajaremos de Jumbo 747 até Frankfurt e de lá, pela mesma empresa, para Praga, onde chegaremos no dia 03 no período da tarde. Até dia 05 pela manhã nos concentraremos em rever Praga, que conhecemos profundamente em 2005.  Lá pegaremos o carro da Hertz, nossa locadora preferida, e começaremos a exploração de tudo o que pesquisamos de interessante na Rep. Tcheca. E não é pouco.

Jóias de pequenas e médias cidades, localizadas em lugares pitorescos e de beleza natural incríveis, como Kutna Hora, Karlovy Vary, Cesky Krumlov (numa acentuada curva do Rio Vtlava), Telc (tombada pela Unesco) Brno e Olomouc (cuja praça principal é tombada pela Unesco e a cidade é conhecida como a mais bela cidade desconhecida da Europa). E tem ainda Plsen, da cervejaria Pilsner, onde este tipo de cerveja teria se originado, além Marienbad, com sua águas termais, lamas medicinais e casarios de férias dos ricos e antigos reis do País. Terá, ainda, castelos, como o belíssimo Karlstein, do século 14.

De Olomouc sairemos rumo ao norte da Eslováquia, onde entraremos pelos norte para explorar a belíssima região montanhosa do Parque Nacional Mala Fatra e do Altos Tatras, com suas pitorescas cidades históricas de Poprad, Levoca, Spisske Podhradie e seu castelo de Spis, indo até Bardejov, no extermo norte, perto da Polônia e da Ucrânia, depois Podlesok no magnífico Parque Nacional Slovensky Raj. No retorno, rumo à Capital Brastislava, visitaremos  Banska Stiavnica(com seu acervo arquitetônico de destaque internacional desta que foi a terceira maior cidade do Império Húngaro), Bojnice(com o seu castelo mais visitado do País) e Piestany (com suas águas termais  e seus prédios do século 19 pintados de amarelo).

De Brastislava, já na fronteira da Áustria, se o tempo permitir, iremos até Berchtesgaden, nos Alpes Alemães, onde está o Ninho da Águia, residência de verão de Hitler, que não pudemos visitar quando passamos por lá, em viagem pela Alemanha e Áustria. 

Depois, cruzaremos a Áustria de Norte a Sul para entrarmos na Eslovênia, pela cidade de Maribor, segunda maior cidade do País, com seu charmoso e agradável centro velho às margens do Rio Drava. Ali pertinho a bucólica Ptuj, no alto de um amplo vale verde, forma uma sinfonia de telhados vermelhos na outra margem do rio Drava.

De lá as belezas naturais da Eslovênia adquirirão contornos indescritíveis no famoso Lago Bled, nos penhascos e alguns dos mais altos picos dos Alpes Julianos. Não longe dali a região do Lago Bohinj, que briga com o Lago Bled pelo título do lago mais lindo da Eslovênia. Vamos tirar a dúvida.  De lá, para as cavernas de Skocjan, com profundidade de 7,5 kms, que serão percorridas num trem especial que desaparece nas entranhas da terra. Promete muito.  Saindo estasiados com a beleza natural dessa região, rumaremos para Liubliana, a verde e uma das capitais mais agradáveis da Europa. Finalmente Piran (com suas vielas inspiradas em Veneza) e Triestre, lá no litoral, com influência italiana.

Por fim, a Croácia, com seu litoral de vistas deslumbrantes e cidades históricas desde o norte com Rovinj, Porec, Opatica, Sibenik, Split, Trojir, as Ilhas Hvar e Soltac Brac até a bucólica Dubrovnik, no extremo sul. Mas a Croácia não é só litoral. Tem Zagreb, um destino incrível, com muita cultura, música, arquitetura, gastronomia e muitas outras coisas que fazem dela uma cidade muito interessante. Tem também,  a incrível beleza natural dos lagos e das cascatas de cinema do imperdível Parque Nacional dos Lagos de Plitvice.

De Dubrovnik, lá no extremo sul, entregaremos o carro no aeroporto local e faremos o gran finale da viagem na cidade de Atenas na Grécia, que dispensa apresentação. Será só um aperitivo de uma próxima viagem que faremos pela Turquia, Grécia e Ilhas Gregas.  De lá, no dia 30 voaremos para Frankfurt, Rio, até Floripa no dia 1º de Outubro.

Como sempre, aguardaremos os comentários dos seguidores do blog e as sugestões dos que já estiveram por lá, para incrementar nossa aventura. Tudo estará aqui, como é tradição do blog, com muita informação, muitas dicas, muitas fotos e nossas impressões pessoais dos lugares que visitarmos, seus hotéis, restaurantes, comidas, bebidas e muito mais. Não percam. Até lá. Beijos a todos. Narcísio e Dirlei.

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

RIO DE JANEIRO E O THE OLD WOMAN

Seguidores e Seguidoras,


Como aperitivo para a viagem do mês de setembro pela Europa e que logo estará aqui apresentada, aproveitamos que a peça The Old Woman, de sucesso mundial e estrelada por Mikhail Baryshnikov e Willem Dafoe, estava em cartaz no Rio de Janeiro, resolvemos dar uma chegadinha lá de 08 a 10 de agosto, com o objetivo de também curtir a cidade. O blogueiro já havia estado lá a trabalho, no início da década passada e a blogueira, apesar de conhecer boa parte do mundo, por diversas razões, especialmente de falta de segurança, ainda não havia ido lá. 

O ensejo também foi aproveitado para comemoração do aniversário da blogueira e o foi em grande estilo. Aproveitamos uma promoção do Copacabana Palace e lá nos hospedamos. De plano, recebemos um upgrade por conta do aniversário e, de uma pequena suite voltada para a cidade acabamos por ficar numa enorme, com quatro ambientes, voltada para a famosa piscina do Copa e para a praia de Copacabana. Um luxo.  

Como já nos hospedamos  em muitos dos melhores hotéis do mundo e, por isso, nosso olhar crítico é muito severo, achamos que o custo benefício do Copa não vale a pena. É muito caro, comparado aos similares mundo afora, tem um hall de entrada bem acanhado e apertado para o check-in, está precisando de um upgrade em suas dependências e decoração e o café da manhã é bom mas nada de excepcional. Possui três restaurantes dos quais experimentamos apenas o Cipriani, de cozinha italiana. Possui também, um de cozinha asiática e outro francês. O serviço nos restaurantes e de quarto mostraram-se à altura de um cinco estrelas.

Curtimos também a pérgula da piscina com os snacks por eles servidos mas, como o tempo estava frio e nublado, não nos encorajamos, como fizeram os gringos, de nela entrar. Um lugar muito bonito e tradicional, de muitas histórias e escândalos do jet set internacional.

No dia 08 à noite fomos assistir a peça The Old Woman, que estava em cartaz no teatro da Cidade das Artes, na Barra da Tijuca. Ficamos no camarote 2, de frente para o palco, onde ainda encontramos lugares vagos quando resolvemos comprar no domingo anterior, ao sabermos da peça por meio da revista Veja. Para começar, só abriram as portas cerca de dez minutos depois do horário previsto para a peça começar. Disseram que foi a pedido da produção. O camarote é de todo desconfortável, tanto as suas poltronas quanto o espaço para pernas exigindo das pessoas mais altas que assistissem a peça de lado, porque era insuficiente.

Quanto à peça, a performance dos dois atores foi magnífica, a produção diferente, com iluminação de grande complexidade. A trilha sonora também agradou merecendo reparos apenas o texto, bem alternativo, com muitas e, às vezes, cansativas repetições dos mesmos diálogos, tanto no momento da performance como quando retornavam repetidas vezes no curso da peça. Típico das peças do autor Robert Wilson. Um espetáculo, todavia, de alta qualidade e que vale a pena ser visto.

O dia dedicado à cidade do Rio foi o sábado. Faltou-nos um pouco de sorte, porque o dia amanheceu muito nublado. Demos uma longa caminhada no famoso calçadão da praia de Copacabana e, no período da tarde, como as nuvens estavam baixas, encobrindo o Cristo, desistimos de ir no Corcovado e fomos ao Morro da Urca e no Pão de Açúcar. Lá pudemos constatar como a beleza plástica do Rio é exuberante, isso com o templo nublado. Com sol deve ser irresistível.  Lá de cima tivemos uma privilegiada vista das principais praias da cidade, como a do Flamengo, do Botafogo com sua baía cheia de barcos, de Copacabana, Ipanema, etc.  Um visual fantástico.

Após a descida, nosso motorista o Ênio, o qual recomendaremos mais adiante,  fez um city tour conosco pelo Parque do Flamengo, Sambódromo, depois fomos ver os Arcos da Lapa, a moderna Catedral do Rio com sua arquitetura diferente e seus amplos vitrais. Depois percorremos o centro histórico do Rio, cuja belo casario está precisando de uma boa reforma e conservação, suas famosas praças, o Teatro Municipal, já restaurado, a Biblioteca Nacional, ainda em reforma, e todos os demais prédios importantes das cercanias da Praça Floriano. Terminamos a visita do centro histórico, tomando um gostoso café na famosa  e imperdível Confeitaria Colombo, com seus pastéis, empadas, tortas e todo tipo de lanche. Enfim, apesar do pouco tempo, tivemos uma visão bem ampla do que é o Rio de Janeiro. Lá certamente voltaremos com mais tempo e com sol.

No Restaurante Cipriani, do Copa, jantamos em alto estilo para comemorarmos o niver da Blogueira. Entradas de foie gras e vieiras grelhadas com um coquetel de champagne e, de prato principal, um linguini com lagosta para a blogueira e um rissoto de lagostin para o blogueiro, tudo perfeitamente harmonizado com um Pouilly Fume, 2011, divino. Um gran finale.

Todos os transfers e passeios no Rio foram feitos pelo motorista e guia Ênio Chaves, que fala bem o inglês e o francês, atende  num Ford Fusion preto, e cuja simpatia e conhecimento da cidade nos faz recomendá-lo para quem precisar desse tipo de serviço quando for visitar o Rio de Janeiro. Ele poderá ser contatado pelos telefones (55-21) 99913-3498, 7893-7541 e 2205-3605 e e-mail chavesenio@bol.com.br.

Enfim, foi um final de semana cheio, para comprovar "que o Rio de Janeiro continua lindo", sendo um bom aperitivo para a viagem que faremos em Setembro, de carro, no nosso costumeiro estilo, pela Rep. Tcheca, Eslováquia, Eslovênia, Croácia e finalizando em Atenas. Promete muito. Em breve estará aqui apresentada. Até. Beijos a todos. Narcísio e Dirlei.


A famosa piscina do Copa

A Blogueira fazendo seu lanche na pérgula da piscina

A visão da piscina e da praia de Copacabana desde a nossa suite

A blogueira na frente do Copa

Esta e as próximas são as visões do Rio desde o Morro da Urca e do Pão de Açúcar


Calçadão e Praia de Copacabana

O blogueiro, na frente do Copa

Esta e as próximas - Visões do Rio desde o Morro da Urca e do Pão de Açúcar










Os Arcos da Lapa

O Teatro Municipal do Rio


Os famosos vitrais da Catedral do Rio





Interior da Catedral do Rio

Praça Floriano

Confeitaria Colombo

Catedral do Rio vista de fora

Mais Arcos da Lapa

Paisagens do Rio